terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

DANÇO SOBRE O TEU CORPO
SEM TRAVÃO
SEM LIMITE
LIBERTO-ME NO HORIZONTE
NA VERDADE DE CADA OLHAR
SABENDO QUE NÃO SOU INDIFERENTE
MAS QUE SERÁS TU QUEM MAIS PADECERÁ
IRÁS QUERER TOCAR E NÃO PUDER
ERGUER-TE E NÃO CONSEGUIR AMAR
SEREI MAIS DO QUE MULHER, SEREI MENINA DE AMOR
QUEM SABE EM OUTRA VIDA...
SEREMOS TÃO SOMENTE... UM
E QUEM SABE "Isaías & Inês"


;p

(SMILES MALUCOS VÃO AQUI)

beijos minhas mosqueteiras... :)

5 comentários:

Intermitências de Ecos disse...

Hum... em outra vida... e nesta?! [:p]

Este texto baralhou-me, sabias?! Houve coisas que me falharam. Não sei.

Outros tantos beijos p'ra ti :)

João Norte disse...

Porquê esperar para a outra vida ( incerta) se temos esta?

DE-PROPOSITO disse...

SEM LIMITE
------------
Acredito que tudo tem limite. E quando se chega ao fim, a chama, extingue-se.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

Mari <3 disse...

Gosteeei do Poemaaa :)
Da' que pensaaar :)

Bjinho^^

P.S : Tenho um meme para Ti no Meu BloG *

ลndreia disse...

Dançar sobre o corpo! :D