segunda-feira, 18 de agosto de 2008

ENTREGA


Entregue a um deserto intenso, descubro que o teu corpo me sacia incompletamente. Sei que não é perfeito o encaixe que não vibro assim, tão completamente quando a ti me encosto. Já foram outros os corpos que me satisfizeram na plenitude. Mesmo assim, do fraco calor carnal que hoje reacendeu, é a ti que desejo nas longas noites frias, cansadas, exaustas...ter a meu lado. Grito louca desamparada pelas ruas não iluminadas... bato às portas e vidraças dessa gente pouco incomodada. Tento explicar o que me anima o que me cativa, olhem pra mim!!! Olhem como necessito de absorver o seu mundo... olhem!!!...Olhem a verdade nua e estampada em meu ser... avaliem e reavaliem as atitudes pobres da minha boca... que se refugiam em alfabetos cheios de poesia. AMa-ME aqui, no espaço, nas cores.... AMA-ME intensamente neste pecado infernal de eu nunca te AMAR intensamente. PERDOA-ME os desvaneios de minha boca quando de ti afastam a verdade e te reduzem... PROCURA-ME mesmo sem merecer ou até muitas vezes sem querer...quero(!)... quero que me procures. Enfia em mim amarras mesmo que sejam estas frouxas, soltas e incapazes de me manter por muito tempo. Faz de mim calor humano, suor, tesão, canto, encanto, mar, sol e lua. Fica em mim sem senões mesmo sabendo que em relação a ti os apresento. NAO QUESTIONES... mas "fica em mim que hoje o tempo foge".

2 comentários:

Secreta Mente disse...

Li e reli... Tentei encaixar-me! Há sentimento e falhas neste embora difícil de se traçar...
É a tua essência!

Continua!

Prisioneira de Sonhos disse...

kiss... tks