quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Os olhos pesam...
Estou cansada...
Debato!
Mas estou mesmo cansada.
Não me amas.
E a humilhação de gritar contra a tua surdez está no seu clímax!
Farta da ausência de motivos para amar!
Põe-te no teu lugar...
Não me confundas mais.
Deixa-me sentir mulher e não pedaço de trapo usado só em dia de Festa.
E se chorar não te importes, pode ser que assim te expulse do meu corpo!
Segue viagem e nem olhes pra trás para ver se te espero...

(sabes que estou... não quero nais esta prisão! Libertem-me o coração!)

4 comentários:

O amor perfeito de um anjo disse...

É claro que não me importo que voes até mim. Assim quem sabe talvez consigamos voar juntas e o caminho se torne menos penoso.
Obrigada pela visita

paradoXos disse...

palavras cristalinas e de uma beleza elevada


adorei os poemas e o título do blog

beijos

disse...

Era bom haver um botão que podessemos primir ou que alguém podesse primir em nós para que se fizesse um "rebot" ao nosso sistema de sentimentos...
além de não haver esse botão,e de ninguém o poder fazer por nós, temos que ser nós a apagá-los através dos nossos desesperos, dos gritos, das lágrimas, e da esperança que o "amnhã será melhor!"

Força! =')

Intermitências de Ecos disse...

Quando será que essa guerra inteiror vai terminar?!

Também estou cansada. Muito.